g

30/ 09 /2017

Garganta

“O mineiro que bebia a uma mesa tinha saído. Outros, um a um entravam para molhar a garganta e punham-se novamente a caminho com o mesmo passo cansado. Era uma simples lavagem de garganta, sem alegria ou paixão; o mudo saciar de uma necessidade” (Émile Zola, Germinal).

categoria: Citações Literárias g
15/ 11 /2014

Gatilho

“George ergueu a arma e ouviu as vozes. Lennie implorou: – vamo lá agora, vamo comprá a terra agora. – Claro, agora memo. Eu preciso. A gente precisa fazê isso. E George ergueu a arma e fez a mira, e aproximou o cano da nuca de Lennie. Sua mão tremia com violência, mas seu rosto se resignou, e a mão ficou firme. Puxou o gatilho. O estampido do tiro subiu e desceu as montanhas. O corpo de Lennie estremeceu, e então se acomodou lentamente sobre a areia, e ficou lá deitado, sem se mexer. George tremia e olhava para a arma, e então a jogou longe, bem para longe da margem, perto da velha pilha de cinzas. O mato pareceu se encher com gritos e com o som de pés em correria” (John Steinbeck, Ratos e Homens).

categoria: Citações Literárias g
03/ 02 /2014

Gênio e Vulgo

“Imagem vivaz do gênio e do vulgo! Um fita o presente com todas as suas lágrimas e saudades, outro devassa o futuro com todas as suas auroras” (Machado de Assis. O alienista).

categoria: Citações Literárias g
06/ 08 /2013

Guerra

“Não se deve jamais deixar uma desordem prosperar para evitar uma guerra, porque uma guerra não se evita, somente se posterga com desvantagem para si mesmo” (Nicolau Machiavel).

categoria: Citações Literárias g