q

11/ 03 /2017

Quase Adulto

“Agora, como quase todo adulto, eu passava a maior parte do tempo na inércia, matutando o impossível, ou, mais prosaicamente, vendo televisão. A inércia parecia essencial para se contemplar o plano abstrato dos adultos. Para se gerir a alma para as grandes construções, seria preciso dissolver o aturdimento da ação. Eu entornaria um copo de água fria na minha cabeça em face daquela mulher filha de minha avó. Essa atitude me reanimaria para beijar a sua face, precipitando o meu adeus. Ela iria até o portão, como uma lágrima furtiva a escorregar ao lado da asa do nariz. Eu preferia que isso não acontecesse. Que eu pudesse partir sem deixar ninguém a sofrer por minha falta iminente. Eu olharia para trás imaginando-a a me amamentar por oito meses, cantando seu repertório popular. Nesse instante vi que ela limpava as lágrimas com a bainha do suéter” (João Gilberto Noll, Anjo das ondas).

categoria: Citações Literárias q
11/ 01 /2015

Quarto

“O quarto é inviolável; o quarto é individual, é um mundo, quarto catedral, onde, nos intervalos da angústia, se colhe, de um áspero caule, na palma da mão, a rosa branca do desespero, pois entre os objetos que o quarto consagra estão primeiro os objetos do corpo” (Raduan Nassar, Lavoura Arcaica).

categoria: Citações Literárias q