n

08/ 09 /2017

Nero e Povo

“Sempre o popular foi assim: ao prazer que não pode receber honestamente é todo aberto e dissoluto e, ao erro e a dor que não pode sofrer honestamente é insensível. Não vejo atualmente ninguém que, ao ouvir falar de Nero não trema até a menção do nome desse monstro vil, desse ser repugnante e sórdida peste do mundo. Entretanto, dele, desse incendiário, desse algoz, dessa besta selvagem, pode-se dizer que, após sua morte, tão vil quanto sua vida, o nobre povo romano recebeu com tanto prazer a lembrança de seus jogos e festins, que estava a ponto de trajar luto” (Étienne de La Boétie, Discurso sobre a servidão voluntária)

categoria: Citações Literárias n
23/ 07 /2017

Náufrago

“Vivia como um náufrago numa ilha deserta sem ninguém a não ser eu próprio” (Daniel Defoe, As aventuras de Robinson Crusoé)

categoria: Citações Literárias n
20/ 04 /2016

Nascimento e Morte

“Com a morte entramos no mundo do não ser, no mesmo mundo em que eu estava antes de nascer. Aquele nada que eu era não sabia nada de meu nascimento, de minha vinda ao mundo e do que eu viria a ser; o nada que serei não saberá nada do que fui, da vida e da morte dos que me eram próximos, de cuja presença se alimentavam meus dias, dos acontecimentos pelos quais me interessei dia após dia, lendo jornais, ouvindo rádio ou conversando com amigos” (Norberto Bobbio).

categoria: Citações Literárias n
24/ 02 /2016

Novidade

“O novo raramente é bom, porque o que é bom só é novo por pouco tempo” (Arthur Schopenhauer)

categoria: Citações Literárias n
24/ 02 /2014

Nós

“Ocasionalmente precisamos descansar de nós mesmos, olhando-nos de cima e de longe e, de uma artística distância, rindo de nós ou chorando por nós” (Friedrich Nietzsche).

categoria: Citações Literárias n
25/ 09 /2013

Navegar

“Se alguém disser que navegar é ótimo, mas, em seguida, advertir que não se deve fazê-lo por águas onde são frequentes os naufrágios e nas quais as tempestades desorientam os pilotos, concluo que esse indivíduo me aconselha a não enfrentar o mar, por mais que louve a navegação” (Lúcio Anneo Sêneca).

categoria: Citações Literárias n