m

27/ 02 /2021

Mulheres do Campo

“Maria estava magra, parecia ter uma fome permanente. Seu corpo miúdo tinha manchas púrpuras, era possível ver à luz do dia. Mulher bonita, minha mãe diria, mas maltratada. Todas nós, mulheres do campo, éramos um tanto maltratadas pelo sol e pela seca. Pelo trabalho árduo, pelas necessidades que passávamos, pelas crianças que paríamos muito cedo, umas atrás das outras, que murchavam nossos peitos e alargavam nossas ancas” (Itamar Vieira Junior, Torto arado)

categoria: Citações Literárias m
10/ 05 /2020

Meditação

“Despediram-se. Ari permaneceu sentado na poltrona da sala com a cabeça descansando no encosto e olhos fechados. A casa antes sempre cheia de gente estava vazia. As visitas realmente solidárias foram de José Carlos, Lenise, Maria Helena e Alfredo. Meditava e constatava o que sempre soubera: ‘o homem nasce só, vive só e morre só’; o máximo com que pode contar, quando tem sorte, é com algum amor de sua família – porque a vida continua e seus descendentes seguem o seu destino. E as amizades: Fora as raríssimas exceções, são uma grande utopia; a vida gira em torno de interesses e dessa forma agem as pessoas que são a própria vida em eterno movimento. E a fama, a glória: Vaidades momentâneas, fugazes e enganosas; não enriquecem o caráter humano, tampouco a sabedoria. E a riqueza? Facilita o gozo material da vida inegavelmente, mas não é indispensável para ser feliz; em geral traz a desconfiança permanente em relação às pessoas e conflitos entre os herdeiros. E o poder? É um vício agradável, prazeroso e insubstituível; como todo vício é destrutivo, deforma o caráter e subverte os valores elevados”. Ari abriu os olhos e teve uma sensação de alívio” (Frederico Veiga, O judeu mestiço)

categoria: Citações Literárias m
14/ 10 /2018

Mórmon

“Quando o mórmon tomou fôlego, Passepartout animou-se a perguntar-lhe com toda a delicadeza quantas mulheres tinha ele só para si – pois que, da maneira que o vira abalar, supunha que seriam vinte, pelo menos. – Uma senhor! – respondeu o mórmon, levantando os braços ao céu. – Uma e já é bastante!” (Júlio Verne, A volta ao mundo em oitenta dias)

categoria: Citações Literárias m
06/ 04 /2017

Moderação e Coragem

“O homem que evita e teme tudo e não enfrenta coisa alguma torna-se um covarde. Em contraste, o homem que nada teme e enfrenta tudo torna-se temerário. Da mesma forma, o homem que se entrega a todos os prazeres e não se abstém de qualquer deles torna-se concupiscente, enquanto o homem que evita todos os prazeres, como acontece com os rústicos, torna-se de certo modo insensível. A moderação e a coragem, portanto, são destruídas pela deficiência e pelo excesso, e preservadas pelo meio termo” (Aristóteles)

categoria: Citações Literárias m
05/ 03 /2017

Meninas do Arraial

“As meninas indo e vindo, corpos cheios de amor para dar, levantavam poeira, batendo as sandálias gastas no bairro do arraial. Várias eram levadas para muito além, aonde não chegava a claridade das porongas e fogueiras. Conduziam-nas moleques já homens, os braços rijos do trabalho agasalhando-as. Iam aprender anatomia, o método Braille, simples e humano, presidiria aos ensinamentos” (Carlos Gomes, Mundo Mundo Vasto Mundo)

categoria: Citações Literárias m
24/ 12 /2015

Mesa e Lâmpada

“A lâmpada noturna sobre a mesa familiar, é também o centro de um mundo. A mesa iluminada pela lâmpada é, por si só, um pequeno mundo” (Gaston Bachelard).

categoria: Citações Literárias m
26/ 12 /2014

Mãe

“Mãe é assim como uma estrela, estrela-guia que a gente traz guardada dentro em si” (J. J. de Araújo Jorge)

categoria: Citações Literárias m
06/ 11 /2013

Menino

“Eu quero os meus brinquedos novamente! Sou um pobre menino… acreditai… Que envelheceu, um dia, de repente!…” (Mário Quintana).

categoria: Citações Literárias m
02/ 08 /2013

Morte

“Que quando o coração saia do peito possa encontrar o caminho de regresso; que a morte perca sua asquerosa e brutal pontualidade, mas se chega pontual não nos encontre mortos de vergonha” (Mario Benedeti).

categoria: Citações Literárias m