Vallisney Oliveira

“O homem foi educado por seus erros” (Friedrich Nietzsche)

14/ 10 /2018

Mórmon

“Quando o mórmon tomou fôlego, Passepartout animou-se a perguntar-lhe com toda a delicadeza quantas mulheres tinha ele só para si – pois que, da maneira que o vira abalar, supunha que seriam vinte, pelo menos. – Uma senhor! – respondeu o mórmon, levantando os braços ao céu. – Uma e já é bastante!” (Júlio Verne, A volta ao mundo em oitenta dias)

categoria: Citações Literárias m
14/ 10 /2018

Lei Nova

“Oxalá, ao propósito das leis corresponda o dos seus aplicadores, porque só deles dependerá a realização dos objetivos das normas. Nenhuma lei resiste ao misoneísmo, que teme o novo e, às vezes, termina em desastrosa deturpação, quando pretende tratá-lo como coisa antiga, sem perceber as mudanças que ele traz. Nenhuma lei sobrevive ao descaso, à indolência, ou ao propósito daninho de impedir sua adequada atuação. A cegueira para o sistema no qual a lei se insere, para os princípios, que a norteiam, para os institutos, que ela regula, é a mais ferrenha adversária do seu êxito” (Sérgio Bermudes)

categoria: Citações Jurídicas l
14/ 10 /2018

Contraditório

Se me alimento, enfraqueço,

se ouço falar, esqueço,

se me ponho a ouvir, adormeço,

sou contraditório e mereço

o que sei que desmereço,

o meu desprezo e o meu apreço.

categoria: Poemas Tentados
12/ 10 /2018

Quadro Infantil

“Eu chorei por não ter sapatos para calçar

nem brinquedos pra brincar

nem livros para estudar.

Depois eu percebi que meu vizinho

– uma criança raquítica e triste –

não tinha pés para os sapatos,

não tinha mãos para os brinquedos,

não tinha olhos para os livros,

não tinha um pão para comer,

não tinha u’a mãe para afagá-lo.

Então eu recolhi meu choro,

olhei papai, beijei mamãe

e nunca mais eu quis chorar”

(Lafayette Carneiro Vieira)

categoria: Poemas Transcritos
30/ 09 /2018

Um Ministro do Supremo

“Um Ministro do Supremo tem de ser criativo, engenhoso, tem que ter um processo para decantar ideias, amadurecer as ideias. Um Ministro do Supremo precisa ter um ócio criativo, como diria Domenico Masi, e hoje em dia um Ministro do Supremo não tem nenhum momento de ócio criativo. O Ministro do Supremo quando quer fazer um programa vai fazer uma conferência sobre Direito em algum lugar do País. Portanto, não há criatividade, engenhosidade que possa resistir a esse volume de trabalho” (Luís Roberto Barroso. O Supremo Tribunal Federal como Tribunal Constitucional. In: O Supremo Tribunal na História Republicana)

categoria: Citações Jurídicas u