Vallisney Oliveira

“O direito é o dos vencedores, que constituem a sua própria história” (Roberto Aguiar)

21/ 11 /2021

O ano passado

O ano passado não passou,

continua incessantemente.

Em vão marco novos encontros.

Todos são encontros passados.

As ruas, sempre do ano passado,

e as pessoas, também as mesmas,

com iguais gestos e falas.

O céu tem exatamente

sabidos tons de amanhecer,

de sol pleno, de descambar

como no repetidíssimo ano passado.

Embora sepultos, os mortos do ano passado

sepultam-se todos os dias.

Escuto os medos, conto as libélulas,

mastigo o pão do ano passado.

E será sempre assim daqui por diante.

Não consigo evacuar o ano passado.

(Carlos Drummond de Andrade)

categoria: Poemas Transcritos
21/ 11 /2021

Chuvas

Chuvas que alagam e devaneiam,

que molham a alma, que deságuam,

que enxaguam e avolumam o passeio,

chuvas que possibilitam o bom caminho,

com umidade e esperança contra o anseio,

pelas tábuas das passagens do ser sozinho.

 

 

categoria: Poemas Tentados
02/ 11 /2021

O poema

O poema é antes de tudo um inutensílio.

Hora de iniciar algum convém se vestir roupa de trapo.

Há quem se jogue debaixo de carro nos primeiros instantes.

Faz bem uma janela aberta uma veia aberta.

Pra mim é uma coisa que serve de nada o poema enquanto vida houver.

Ninguém é pai de um poema sem morrer.

(Manoel de Barros)

categoria: Poemas Transcritos
02/ 11 /2021

É deste teu coração

É deste teu coração que irmana

amizade, afeto, vontade de viver,

é deste teu coração que pulsa

a crua verdade ao dizer

coisas vindas de impulso,

é deste teu coração que avulta

a renhida força para fazer

tudo que pode ser feito

ou conformar-se, fato consumado,

ajudar, persistir, abanar as chamas,

locução para o universo amado,

é deste teu coração que emana

a mensagem de crer e poder

pingar as gotas do viver

no solo fértil de quem ama.

categoria: Poemas Tentados
02/ 11 /2021

Por lá

Como será se perceber

no átimo do fim do ser,

que estampa poderá ter,

o que poderá suceder,

ver tudo apagar

ou transparecer,

escurecer ou esbranquiçar,

ver na névoa a túnica

de Deus a chamar

com as mãos

pela vida,

a outra vida ou

que houver por lá,

se houver por lá (?)

categoria: Poemas Tentados