Poemas Tentados

29/ 10 /2023

Encontro

Longe de tudo

perto de mim

a hora se vai

eu me lanço

e desenlaço

no enclaustro

do balanço

a seguir sem pressa

a rugir ao longo

a emergir no largo

estreito de mim

no riacho a água

corrente do abrandar

evasivo rubro.

categoria: Poemas Tentados
29/ 10 /2023

A fundo

O que fazer

para ouvir

sem segredar

nem revoar

com o bando

de andorinhas

porque neste banco

de reserva em que findas

é para olhar o batimento

lá do âmago do jazer

que desperta num trevo

sem ter nem um porquê

o eu parado te apascenta

sem conversa sem lazer

só para ver o movimento

do tumulto do teu ser.

categoria: Poemas Tentados
29/ 10 /2023

Deserção

Porque fugiria à luz do dia

no peito o grito estampado

nas trincheiras das calçadas

os dedos esfolados

por solavancos prantos

como fugiria da guerra

à luz do dia

pela poeira dos prédios

na descida dos granizos

no contrapiso dos granitos

no assoalho e seus buracos

e olhos por todos os lados

como fugiria da guerra

com a luz da banalização

que se trava na rua

no sodalício de passagem

do trem da leve solidão

ao último banco da praça

armistício por espaço

de guerra e seu fantasma

num coração encurralado.

categoria: Poemas Tentados
29/ 10 /2023

Promessa

Tu que acordas na cama

recordas de quem te ama

e que um dia te prometeu

juntar o coração dele ao teu.

categoria: Poemas Tentados
29/ 10 /2023

Balada Triste

Tu poderias tentar fazer

um poema da noite triste

dessas de abandono

frases arrastadas

rostos amassados

no colchão

brasas na varanda

sandálias pelo chão

desemborcadas

mas não queres crer

violências são misérias

desse pensar que é mais

que uma súplica a adentrar

em adensamento

ao fragor do dízimo

que te cobras diariamente

talvez seja mais que o dobro

que reservaste à paz irmã

por mais uma madrugada

onde almejas dormir

grudado no teu vão.

categoria: Poemas Tentados
03/ 09 /2023

Vencido

Eu me sinto derrotado

sem chance de perdão

com as mãos amarradas

pela desídia da razão,

eu me sinto derrotado

como água parada no ribeirão

que se represa nas pedras

sem cumprir sua missão,

eu me sinto derrotado

estorvado na vazão.

categoria: Poemas Tentados
20/ 08 /2023

Atritos

Ai dias que são gritos

ah dias que são litros

do cio da solidão

há dias em que agito

meia prosa no serão

ai dias em que palpito

esse meu coração

há dias em que aflito

me calo sem dizer não.

categoria: Poemas Tentados
13/ 08 /2023

Após

É tarde, mas eu recomeço,

depois de falhas e tropeços,

depois de malhas e calhas,

dentro de espelhos d’água,

depois de contatos telemáticos,

depois de verões assintomáticos,

passageiros do dissecar bolorento

contra respingos banais do relento.

categoria: Poemas Tentados
13/ 08 /2023

Distância

Ouço uma música

que fala de amizades

que fala de abraços

e sinto saudades

das suas conversas amáveis

dos seus conselhos bíblicos

das suas histórias incríveis

dos seus gestos rústicos

do seu andar pensativo

da sua fé e simplicidade.

Mesmo longe o longe é aqui

no aperto que me compraz

lições do passado feliz

que recebi de meu pai.

categoria: Poemas Tentados
29/ 07 /2023

Dia Vazio

Não sei se filmo

não sei se clico

ou se puxo o fio

do nada fazer

não sei se escrevo

cartas de amor

para você

despoderio

do não poder ter

tudo que vem no entalo

a cada momento que falo

o dia calado vindouro

como réstias de cio

as crispas das ondas

não sei se clico

não sei se filmo

não sei se escrevo

o meu desdizer

para afogar botos

para afagar botânicas

do meu afanar

e descumprir

esse dia de (des)vazio.

categoria: Poemas Tentados