Poemas Transcritos - Profundidade

23/ 07 /2017

Profundidade

O sorriso que nasce dos lábios,

nos próprios lábios se confina.

O que nasce do coração,

no coração não termina.

Sobe a ladeiras dos lábios

e põe-se a brilhar em cada esquina,

feito um pássaro de luz

varando a neblina.

(Carlos Ayres Brito)

categoria: Poemas Transcritos