Poemas Tentados - Antes e Depois

25/ 04 /2020

Antes e Depois

Donde dantes beijos na boca molhavam só restou seca.

Os braços de carinhos que se doavam neste momento doem.

As mútuas procuras cúmplices de antes desde ontem são fugas.

Das palavras afetuosas inebriantes agora apenas soam cumprimentos.

Os aconchegos de calor do prazer neste instante matam de frio.

A dedicação e a atenção em altas chamas hoje indiferença se chama.

Aquele ardor no peito e no coração apenas movimenta máquinas.

Da intensa demanda por leite sobrou um produto vencido.

Dos abraços apertados no eito sensual sucedeu um pecado mortal.

Aquele fogo obcecado transformou-se em vela apagada de luto.

Daquela experiência feliz restam apenas fantasmas de outrora,

restam apenas miragens num apático momento que implora,

remete, repete, repele e deplora pelo nunca mais.

categoria: Poemas Tentados